ALONSO ALVAREZ | LIVROS
HOME | LIVROS | COMPRAR | CONTATO | O AUTOR | BRINDES | NOTÍCIAS | ESPAÇO DO PROFESSOR
Capa
O ELEFANTE ENTALADO





SINOPSE


uma quarta-feira, um elefante indiano de 5 toneladas, pelo menos, aparece entalado na janela do quarto de um menino que mora num apartamento no 13º andar de um prédio numa grande cidade.
     A partir daí, esse menino faz de tudo para desentalar o elefante e procura por ajuda entre os moradores do prédio e até entre as pessoas que passam na rua, mas ninguém acredita nele e tampouco no que vê, mesmo que seja a enorme bunda de um elefante no alto de um prédio.
     Luís, o menino, passa todos os dias da semana sozinho no apartamento, depois de voltar da escola, pois seus pais trabalham até tarde da noite. Ele tem um celular, um aparelhinho cheio de amigos que não param de curtir e compartilhar a foto que fez com o elefante.
     O elefante entalado é uma fábula urbana sobre o real e o imaginário nos dias de hoje. O final mítico surpreende com a magia de ver o mundo através do fabuloso e, candidamente, pelo olhar de um menino.

LITERATURA JUVENIL
Recomendado para crianças a partir de 11 anos

Editora FICÇÕES
Ilustrações:
ISBN: 9788562226212
Formato: 16 X 23 cm
Páginas: 72 (com ilustrações coloridas)



ALGUNS PERSONAGENS



O advogado


O zelador


A dona de casa


O velho cego


O atleta


A religiosa


O beijo da mulher do elevador


Na rua


Reprodução



UM ELEFANTE ENTALADO NA BIBLIOTECA!


Bela surpresa na Biblioteca Municipal Porto do Saber, na Praia Grande, durante a Viagem Literária 2015: uma divertida versão teatral do livro “O Elefante Entalado”, com dois ótimos jovens atores, que fazem curso de teatro naquele espaço, protagonizando a história.

Obrigado Ryan Assunção e Pedro (o menino Luís e o Elefante, respectivamente), diretora e professora de teatro Celia Menezes, e Luci Bragion de Micco e Luciana Rocha Augustinho (da Biblioteca e da Secretaria de Cultura) que inventaram essa tarde deliciosa!

Fotos de Felipe França


Reprodução

Reprodução Reprodução
Reprodução Reprodução


Reprodução

DEPOIS DE VÁRIAS TENTATIVAS PARA AJUDAR O ELEFANTE, O FINAL É SURPREENDENTE. RECOMENDO O LIVRO NÃO SÓ PARA CRIANÇAS, MAS PARA OS ADULTOS
CRÍTICA DE BRUNO, 10 ANOS, NA FOLHINHA


Elefante Entalado foi um dos melhores livros que já li. E eu leio muito!
Ele conta a história do Luís, que mora num apartamento (como eu e tantos meninos e meninas) e, ao chegar da escola, dá de cara com um elefante indiano de cinco toneladas entalado na janela de seu quarto.
Ele começa a pensar num jeito de ajudá-lo a sair dali, mas sozinho não consegue, claro. Ele pesa 55 quilos, e o elefante, cinco toneladas! Também não pode pedir ajuda para seus pais, porque eles trabalham o dia todo.
Luís tira então uma foto do animal, compartilha na internet, e é um sucesso! Consegue muitas curtidas, mas nenhuma ajuda, pois todos acham que é uma montagem.
Depois de várias tentativas para ajudar o elefante, o final é surpreendente. Recomendo o livro não só para crianças, mas para os adultos. As ilustrações também são bem coloridas e alegres. Aliás, eu quero ser ilustrador.



FOLHINHA
Folha de S.Paulo
(Abril/2015)


A LEVEZA DE UMA PIPA

Apresentação



m fato improvável toma conta da vida do menino Luís. Como fica sozinho no apartamento, enquanto seus pais trabalham, ele tenta todo tipo de ajuda, com os amigos da internet e com os moradores do prédio. Batendo de porta em porta, ele só encontra pessoas preocupadas consigo mesmas, vivendo as suas manias. Nem seus pais lhe darão atenção, obrigando-o a solucionar, pela dedicação gratuita ao outro, o seu problema.

Com O Elefante Entalado, Alonso Alvarez volta a tratar, por meio de uma fábula, da vida na metrópole, colocando dentro de um prédio toda uma cidade incomunicável. Por menor que seja o quarto do menino, no entanto, nele cabe a imensidão de um amigo, que, apesar de suas cinco toneladas, tem a leveza de uma pipa. Uma história bacana sobre solidariedade desinteressada.

MIGUEL SANCHES NETO
Escritor
Reprodução

UMA HISTÓRIA BACANA SOBRE SOLIDARIEDADE DESINTERESSADA


Reprodução

EU JÁ ESTAVA COM SAUDADES DESSA TURMA
cabei de ler o "Elefante Entalado" (no ap do 13) e "As Horas Claras". Que dom que você tem para nos transportar para dentro da história. Eu já estava com saudades dessa turma desde "O Encanto da Lua Nova". Adorei revê-los.

Alice Ruiz
(poeta)


NOS JOGA A PENSAR NAS
SOLIDÕES E AMIZADES DE HOJE



história do livro é essa mesma que você entendeu. Numa quarta-feira qualquer, Luís, um garoto que todos os dias passa algumas horas sozinho em casa entre a escola e os pais chegarem do trabalho, presencia a inusitada visita de um elefante indiano de cinco toneladas que entra pela janela de seu quarto, em um apartamento de 13o andar. Na verdade, entrar ele não entra: ele entala e é aí que nasce uma desesperada busca para ajudar o animal a sair daquela situação (ou janela). Qual foi a primeira coisa que o menino fez? Uma foto. A segunda? Compartilhou em uma rede social. Depois ele pede ajuda para o zelador, o síndico, outros moradores do prédio, pessoas passando na rua… mas ninguém acredita nele e tampouco no que vê. Porém, a conversa do menino com o elefante e uma série de sacadas que o livro propõe faz da viagem deste infantojuvenil o próprio convite a esta leitura. E nos joga a pensar nas solidões e amizades de hoje. Ou vice-versa.



ESCONDERIJOS DO TEMPO
Cristiane Rogério
(Outubro/2014)
Reprodução

UMA SÉRIE DE SACADAS QUE O LIVRO PROPÕE FAZ DA VIAGEM DESTE INFANTOJUVENIL O PRÓPRIO CONVITE A ESTA LEITURA


Reprodução

O ELEFANTE É UM PERSONAGEM CATIVANTE, PURO, INGÊNUO, E EXTREMAMENTE LEVE
A LEVEZA


bonito da literatura é quando o autor ao criar um universo tem a capacidade de transformar o inverossímil em uma situação mais do que possível. É o caso de O Elefante Entalado. Alonso Alvarez, autor de literatura infanto-juvenil como o Encanto da Lua Nova, inicia a narrativa de maneira muito simples: “Posso entrar? – perguntou o elefante (...) – Como você chegou aí?! – perguntou o menino (...) – depois eu explico. Posso entrar? – insistiu o elefante. – se você conseguir... – Vou tentar... Entalou.” Fui automaticamente capturada pelo elefante entalado. Eu também entalei pelo texto muito bem escrito, com uma linguagem simples e conectado ao mundo contemporâneo em todas as referências como a foto do elefante recebendo diversas curtidas na rede social.

Contudo o maior encanto do texto, a meu ver, foi justamente o protagonista, o elefante. É um personagem cativante, puro, ingênuo, e extremamente leve. Não há como não se apaixonar tanto por ele quanto por sua aventura. E logo passamos a devorar o texto para descobrir como ele conseguirá desentalar da janela do menino. Quem há de duvidar de um menino que de repente se depara às voltas com o problema de um elefante, que pesa 5 toneladas, preso à sua janela, querendo ajudá-lo a se libertar e voltar ao lugar de onde surgiu.

A narrativa me entalou de tal forma que não consegui desgrudar do texto até descobrir como o elefante se safou da empreitada, auxiliado por seu mais novo amigo, o menino. Duvidar de que é possível um elefante entalar, é por que você ainda não entrou nesta aventura. Além das belíssimas e sensíveis ilustrações do Fê, criando um diálogo encantador entre a narrativa e os desenhos, vibrantes em cor, textura e poesia. Somente a imaginação é capaz de criar mundos para além da objetividade do cotidiano e nos transportar para uma relação de solidariedade e muito afeto. Dela saímos mais leves e com desejo de querer permanecer entalados junto aos dois – o menino e o elefante. “Estou com sede, muita sede, sede demais!” Da mesma forma termino, a sede é por mais elefantes entalados em nossas janelas.

MARCELA TAGLIAFERRI
Escritora


UM DESFECHO LINDO


m menino doce, um elefante meigo (seriam eles um só?), um desfecho lindo. Lá vem você com mais um de seus lindos pares (2 linhas, a e z, dia noite) contar sobre os modos de viver que adotamos e que sempre serão justificados pela busca da felicidade. Parabéns.

CELINA BODENMÜLLER
Livraria PanaPaná
Reprodução

LÁ VEM VOCÊ COM MAIS UM DE SEUS LINDOS PARES


Reprodução

A PROMESSA DE UM FIM FANTÁSTICO SOB A ÓTICA DO MENINO
A MODERNIDADE É COLOCADA EM XEQUE


uís sofre com as mazelas da cidade grande: passa todos os dias da semana sozinho no apartamento localizado no 13º andar, pois os pais só voltam do trabalho tarde da noite; sua diversão, assim, torna-se o celular e seus vários “amigos” virtuais. Certo dia, um elefante indiano de cinco toneladas aparece entalado na janela de seu quarto. Nesta fábula, a modernidade é colocada em xeque, com a promessa de um fim fantástico sob a ótica do menino.



PRATELERINHA
Jornal rascunho
(Novembro/2014)




CONVERSAR SOBRE A SOLIDÃO EM TEMPOS DE MAIS DE 1000 AMIGOS NO FACEBOOK


e olhar e imaginar! De ver um elefante entalado na janela de um prédio e mais ninguém acreditar!

O Elefante Entalado surge como fábula urbana, mas consolidou-se aqui, quando lemos pela primeira vez e depois, na roda de leitura do Jardim como "uma história de amizade com a imaginação" Vamos falar bastante dele, futuramente quando estrearmos a Roda do Livro. Surgiu muita coisa linda, e até um concurso de Selfies.

KAROLINE NOGUEIRA
Blog JARDIM DO LIVRO
| VER MAIS... |




Eu, o Neco e a Nanda fomos os primeiros leitores, quando o livro ainda nem tinha sido publicado.
Demos palpites, porque adoramos palpitar e nos emocionamos quando o livro chegou aqui, assim, com ilustrações, prontinho e lindo.

O Neco monopolizou o livro assim que chegou, e achou, que mesmo tendo lido a história antes, a sensação foi diferente. Acho que ele ainda vai redescobrir muitos livros. Ele não se conforma dos amigos do Luís (o menino que mora no apartamento que o elefante fica entalado) não acreditarem nele, porque seus amigos, mesmo os virtuais valem ouro, e estão sempre prontos pra ajudar. Que sorte tem meu filho!

A Nanda, que adora elefantes (já postei sobre outro livro que ela adora) percebeu na história coisas que não chamaram a atenção do Neco, como o sonho do elefante, o que nos levou a pesquisar toda sua simbologia. Agora, ela sai por aí falando do pesado amigo das nuvens, e contando mil causos.



O que eu acho do livro? Gostei muito do enredo, dos personagens, acho que os moradores do prédio, onde a história se passa representam bem os diferentes tipos de pessoas e quando cheguei ao apartamento do senhor cego me senti em casa, um lugar adoravelmente comum na literatura feita pelo Alonso.

Eu acho fantástica sua imaginação, aquela que liga as coisas, que coloca num mesmo livro um pouco de Arquimedes e um pouco de Mozart e que torna tudo isso simples a ponto de fazer uma criança descomplicar depois.



Conversar sobre a solidão em tempos de mais de 1000 amigos no Facebook, e sobre a necessidade que as pessoas tem expor a vida, rendeu muito pano pra manga aqui no Jardim. Pesquisar a simbologia dos elefantes em outra cultura, foi mágico, como o final do livro.

Ouvir Mozart, em determinado momento, é explicar sem palavras que alguns são mais sensíveis aos nossos sonhos e vontades, e que não são todos que vão nos estender a mão ao longo da nossa jornada, mas que se caminharmos sobre nuvens de imaginação e bem querer, os amigos de verdade nos acompanharão.



| FECHAR |
Foto

COLOCA NUM MESMO LIVRO UM POUCO DE ARQUIMEDES E UM POUCO DE MOZART E QUE TORNA TUDO ISSO SIMPLES


Reprodução

HILÁRIA E ABSURDA NARRATIVA
VETOS AO IMAGINÁRIO


á povos que ainda se regem por relatos míticos e lendas. Já imaginou o que ocorrerá se uma interpretação qualquer desse universo concluir que nada relativo a esse gigante maravilhoso poderá ser escrito para crianças? Seria impossível oferecer a elas obras como O elefante entalado (Ficções), de Alonso Alvarez, ilustrações de Fê, super imaginosas como na imagem reproduzida acima. A hilária e absurda narrativa centra-se no elefante indiano que vai parar no alto de um prédio e o garoto Luis busca ajuda junto aos vizinhos, dos mais variados perfis da fauna humana, para liberá-lo.



A PEQUENA LEITORA / O GLOBO
Graça Ramos
(Janeiro/2015)


SE DEIXAR SURPREENDER
PELA DELICADA FORÇA DA HISTÓRIA


u me lembro do momento revelador quando conheci a lenda sobre o nascimento de Ganesha. O deus indiano, que tem corpo de homem e cabeça de elefante, teria sucumbido à espada de Shiva, seu pai, depois de defender a entrada da casa de sua mãe. É uma longa e boa narrativa, repleta de símbolos e significados. Mas, de todo surrealismo contido no mito do deus elefante, o que me encantou foi saber que Ganesha é transportado por um rato. Um pequenino rato."

PENÉLOPE MARTINS
Escritora
| VER MAIS... |


Como pode um ser tão gigantesco, pesado, forte, se equilibrar sobre um rato sem esmagá-lo por completo? Ganesha me faz pensar na misteriosa força da delicadeza. Os antagonismos do mundo. Imagine, por exemplo, uma cidade enorme, movimentada por gente apressada que já não tem tempo nem para ter amigos. Imagine esse absurdo. Agora, imagine, entre tantos edifícios, um elefante entalado numa janela. Não, não imagine uma janela no andar térreo. Suba a imaginação e coloque o elefante no 13° andar, cabeça pra dentro do quarto de um menino e corpo pra fora, rodopiando um rabinho entre as patas traseiras.

Seria mais fácil ver um coelho de casaca atravessando a Avenida Paulista. Seria mais fácil uma passeata virtual.

Tudo isso parece não existir.

Luís é o menino da história. Ele passa todos os dias da semana sozinho no apartamento, depois de voltar da escola, pois seus pais trabalham até tarde da noite. Ele tem um celular e muitos amigos na rede social, gente que não para de curtir e compartilhar a foto que ele fez com o elefante.

O menino quer tirar o elefante da janela. Desentalar tal criatura sem que o pior aconteça parece tarefa hercúlea, porém, até aquele momento, nada além de elefantes entalados vieram visitar a realidade.

Uma força tarefa poderia resolver o problema.

Quem estaria disposto a ajudar um elefante pendurado na janela do 13° andar?

O elefante entalado é uma fábula urbana sobre o real e o imaginário nos dias de hoje. O final mítico surpreende com a magia de ver o mundo através do fabuloso e, candidamente, pelo olhar de um menino.

O texto é incrível, do tipo que gruda na gente até a última página. O autor é Alonso Alvarez, poeta e escritor de livros premiados. As ilustrações são de Fê, com edição da Ficções (São Paulo).

Não vale a pena somente ler, vale a pena se deixar surpreender pela delicada força da história d’ “O Elefante Entalado”.
| FECHAR |
Reprodução

O TEXTO É INCRÍVEL, DO TIPO QUE GRUDA NA GENTE ATÉ A ÚLTIMA PÁGINA


NAS LIVRARIAS


VERSÃO PAPEL


     

     

   



VERSÃO E-BOOK

       


Compartilhe! Divulge!

Facebook Twitter Email
HOME | LIVROS | COMPRAR | CONTATO | O AUTOR | BRINDES | NOTÍCIAS | ESPAÇO DO PROFESSOR

LIVROS

VOLTA SOBE